AVALIAÇÃO DA SUBSTITUIÇÃO PARCIAL DE AREIA NATURAL POR AREIA DESCARTADA DE FUNDIÇÃO COMO AGREGADO MIÚDO DO CONCRETO DE UMA CONCRETEIRA EM CURITIBA

Autores
Renata de Oliveira Hass, Daniele Crislaine Leal de Lima, Fabiane Tais Gawlak
Área
Engenharia Civil
Resumo

A areia descartada de fundição (ADF) é proveniente do processo de fundição, composta basicamente de argila, água e de areia silicosa formando um conjunto heterogêneo refratário. A pesquisa tem por objetivo avaliar o desempenho da ADF como substituto parcial da areia natural, na produção de concreto usinado para uma concreteira em Curitiba. Para o estudo foram analisados os traços de 20 e 25 MPa. Em conjunto com a concreteira foram realizadas a moldagem dos corpos de prova para as substituições de 3%, 6% e 12% e comparado com o traço referência da concreteira. Realizou-se a caracterização dos agregados, avaliação do slump test, análise visual do concreto fresco, análise de resistência à compressão simples para as idades de 3, 7, 14, 28 e 63 dias, avaliação visual do concreto endurecido e a viabilidade econômica. Durante a realização dos ensaios de slump test notou-se a necessidade do acréscimo de água para que mantivesse a mesma trabalhabilidade do traço referência, conforme definição da concreteira. Os resultados de resistência a compressão obtidos para concreto de C20 não tiveram diferenças significativas. No entanto, para as resistências do concreto C25, a substituição de 12% de ADF aos 28 dias apresentou resultados superiores quando comparado ao traço referência. A viabilidade econômica foi baseada na resistência à compressão simples do concreto, entretanto há a necessidade da realização de testes mais aprofundados e a avaliação da durabilidade do concreto para a implementação do reuso da ADF no concreto.

Palavras chave: Areia de fundição. Resíduo. Resistência.